Publicações

Queremos lhe fornecer todos os documentos, relatórios, documentários, vídeos e outras ferramentas metodológicas com as quais contribuímos para melhorar a saúde do povo moçambicano.

Módulos de Formação Meio-ambiente I

Meio Ambiente I é um módulo que oferece conhecimentos básicos e elementares sobre os cuidados a ter com o meio ambiente. O documento contribui para gerar mudanças significativamente positivas e responsáveis, particularmente nos locais de Mineração Artesanal e de Pequena Escala.

[ PDF ]

Módulo de Formação Meio Ambiente II

Meio Ambiente II é um módulo de formação que oferece conhecimentos básicos e elementares sobre a gestão ambiental em áreas degradadas pela mineração artesanal, de forma a contribuir para gerar mudanças significativamente positivas e responsáveis no meio em que se pratica a actividade mineira. Este módulo complementa a brochura Meio Ambiente I, Conhecendo e Cuidando do Nosso Meio Ambiente.

[ PDF ]

Módulo de Formação Associativismo e legislação

Associativismo e legislação (versão reduzida para uso comunitário) integra-se no objectivo de tornar a actividade mineira artesanal mais digna, pelo que um dos vectores usados para alcançar o referido objectivo é a promoção do associativismo no seio dos operadores mineiros. Portanto, de forma resumida, esta brochura apresenta os principais aspectos do associativismo.

[ PDF ]

Módulos de Formação Direitos e participação

Este módulo foi produzido com o objectivo de reforçar a contribuição para um processo de dignificação da mineração artesanal, processo este que iniciou há pouco tempo no país, através da sistematização de um conhecimento mais abrangente por parte dos mineiros e mineiras artesanais e das suas organizações, de modo a melhorar as técnicas de mineração, incluindo os mecanismos de participação nos espaços de tomada de decisões que afectam o sector.

[ PDF ]

Manual de Formação Quantum SIG – GIS QGIS 3.4

Manejo básico do Quantum GIS 3.4, é um manual e um guia sobre uso de um software gratuito que serve para desenhar mapas digitais e projectar (lançar) dados georreferenciados. Os dados georreferenciados são aqueles que estão ligados a um lugar (ponto) de que se sabem as suas coordenadas geográficas: longitude e latitude. Neste caso, o lugar poderia ser um jazigo de mineração artesanal mais ou menos extenso.

[ PDF ]

Diagnóstico dos Determinantes Sociais da Saúde que Influenciam a Desnutrição no Distrito de Montepuez

De 10 a 13 de Setembro de 2019 decorreu, no distrito de Montepuez, um levantamento dos processos de funcionamento, necessidades e resposta dos serviços de saúde com vista a reduzir e prevenir a desnutrição. Esta avaliação envolveu a participação de vários serviços distritais (SDSMAS, SDPI, SDAE, SDEJT), Comités de Saúde e mães cuidadoras de quatro aldeias escolhidas aleatoriamente. Os resultados deste diagnóstico são agora dados a conhecer pela medicusmundi e revelam, como principais aspectos a contribuir para os elevados índices de desnutrição em Montepuez, os seguintes: o baixo acesso a alimentos, a escassez de fundos para os adquirir, o fraco conhecimento sobre nutrição e o consumo de água imprópria.

[ PDF ]

Desigualdades nos cuidados de saúde em Moçambique: necessidades, acesso, barreiras e qualidade do atendimento

O acesso aos serviços de saúde de qualidade é crucial para uma saúde boa e equilibrada. Este relatório tem por objectivo fornecer evidências científicas sólidas sobre o acesso ao sistema de saúde, em Moçambique e as desigualdades sociais que afectam esse acesso. Para o efeito, foi realizada uma análise descritiva e multivariada do Inquérito ao Orçamento Familiar (IOF) de Moçambique 2014/15 no que refere às necessidades de saúde, gravidade de doenças, utilização dos serviços de saúde e razões para não utilização, problemas de qualidade no atendimento recebido e pagamentos directos.

[ PDF ]

Kit de formação em género e direitos das mulheres para actores locais, sociedade civil e instituições públicas e privadas de Maputo

Com a publicação do Manual de Formação de Formadores no Âmbito da VBG, procura-se avançar na dimensão de conhecimentos dos direitos das mulheres e meninas, na luta contra a VBG e continuar a desenvolver esta ferramenta pedagógica que promove a igualdade. Este manual está orientado para docentes e educadores/as sociais para uso no seu trabalho com diferentes grupos-alvo, tais como futuras pessoas formadoras, activistas, profissionais dos sectores das portas de entrada do Mecanismo Multissectorial de Atendimento Integrado à Mulher Vítima de Violência (MMAIMVV), grupos comunitários, etc. O objectivo é transmitir de uma forma clara e amena, mensagens e valores de procura da igualdade, dando a conhecer os instrumentos que o Governo de Moçambique tem para a erradicação da VBG, especialmente o MMAIMVV. Neste manual para pessoas formadoras, recolhem-se algumas dicas e actividades que podem-se fazer uso segundo o contexto da formação. Pode-se utilizar como ferramenta de acompanhamento do kit de formação. 

[ PDF ]

Diagnóstico dos Determinantes Sociais da Saúde que Influenciam a Desnutrição no Distrito de Namuno

Em Agosto do ano passado (entre os dias 27 e 30) a medicusmundi levou a cabo um estudo de diagnóstico dos processos de funcionamento, necessidades e resposta dos serviços de saúde com vista a reduzir e prevenir a desnutrição no distrito de Namuno. Este trabalho foi feito em conjunto com diferentes serviços distritais (SDSMAS, SDPI, SDAE, SDEJT), Comités de Saúde, mães cuidadoras das aldeias de Potomola e Mahari, a Fundação Wiwanana, a SolidarMed e o Programa Mundial para Alimentação (PMA). A avaliação permitiu perceber que os altos índices de analfabetismo e, consequentemente, a falta de conhecimento sobre como preparar os alimentos e fazer uma dieta equilibrada são as principais causas que estão na origem dos elevados níveis de desnutrição registados em Namuno. A isto se junta a prática de uma agricultura que favorece mais os fins comerciais do que o consumo próprio.

[ PDF ]

Diagnóstico dos Determinantes Sociais da Saúde que Influenciam a Desnutrição no Distrito de Ancuabe

Entre 17 e 20 de Setembro do ano passado realizou-se, no distrito de Ancuabe, uma avaliação dos processos de funcionamento, necessidades e resposta dos serviços de saúde com vista a reduzir e prevenir a desnutrição. Este diagnóstico, cujos resultados são agora divulgados, contou com a participação de vários serviços distritais (SDSMAS, SDPI, SDAE, SDEJT), Comités de Saúde, mães cuidadoras de quatro aldeias e algumas ONGs que operam naquele distrito (Fundação Wiwanana, SolidarMed e Aga Khan). O levantamento permitiu concluir que o escasso conhecimento sobre o modo de preparação e conservação dos alimentos, a restrição do consumo de alguns alimentos devido a mitos, tabus, hábitos e costumes, o analfabetismo e a insuficiência de fontes de água e represas para irrigação, são os aspectos que mais contribuem para a prevalência da desnutrição em Ancuabe. 

[ PDF ]

Plano de Acção Multissectorial para a Redução e Prevenção da Desnutrição, no Distrito de Ancuabe

Com base no diagnóstico realizado em Setembro de 2019, em Novembro do mesmo ano o Grupo Multissectorial, composto pelos Serviços Distritais (SDSMAS, SDPI, SDAE e SDEJT), a Fundação Wiwanana, a Solidarmed e a Aga Khan elaborou, em conjunto com a medicusmundi, um Plano de Acção para melhorar o combate à desnutrição. O objectivo foi estabelecer formas fáceis de intervir, com acções concretas e coordenadas entre todos os sectores, dando particular importância às actividades de formação, sensibilização, capacitação e supervisão. Deste plano destaca-se a realização de palestras regulares nas comunidades, com a inclusão não apenas de mulheres, mas também dos chefes das famílias (homens), como uma das acções-chave para prevenir e reduzir a desnutrição neste distrito. De salientar ainda a decisão de se constituir um Grupo Técnico para resolver a falta de coordenação previamente identificada entre os diferentes actores, o qual passará a efectuar reuniões para planificação e balanço das actividades, a nível distrital.

[ PDF ]

Plano de Acção Multissectorial para a Redução e Prevenção da Desnutrição, no Distrito de Montepuez

Em Dezembro do ano passado, Montepuez acolheu um importante encontro do Grupo Multissectorial com vista a definir um Plano de Acção conjunto para melhorar a resposta dos seus Programas de Combate à Desnutrição. O Grupo, constituído pelos Serviços Distritais de Saúde (SDSMAS), Planeamento e Infraestruturas (SDPI), Actividades Económicas (SDAE) e Educação, Juventude e Tecnologia (SDEJT) havia antes participado, em Setembro do mesmo ano, num estudo de diagnóstico liderado pela medicusmundi para aferir os problemas e necessidades associados à desnutrição. O Plano que é agora dado a conhecer prioriza a formação e capacitação das equipas e a implementação de acções como o desenvolvimento de materiais de educação comunitária,  a promoção de debates, campanhas e demonstrações culinárias, a abertura de tanques piscícolas, entre outros. De salientar também a criação de um Grupo Técnico para garantir uma melhor supervisão e coordenação de todas as actividades.

[ PDF ]